Quem sou eu

Minha foto
Uma apaixonada pela vida e pela arte...

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Eliana Caminada

"Meu amor está alicerçado na convicção de que o ballet não é apenas uma arte universal e atemporal; ele é também uma técnica secular, que ainda não foi - e creio que nunca será - superada como instrumento para conferir ao corpo plasticidade, expressividade e autonomia. A dança, pensada e aplicada como atividade subordinada a essa técnica baseada na razão e na imaginação criadora, é capaz de transformar a opção pelo palco numa realização corporal, espiritual e pscológica de prazer. Mais do que isso, o ballet, é uma dança profundamente reveladora do interior do artista, traiçoeira, até, quando nos julgamos senhores do que transmitimos. O ballet é a dança da honestidade, do longo e seguro caminho que envolve uma erudição quase purificatória.
"Eliana Caminada

Foto do Dia


Um pequeno cisne descansando!
Lindo,não?

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Foto do Dia


O Ballet que eternizou a parceria Nijinsky e Karsavina: O Espectro da Rosa de Fokine.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Profissão: Bailarino

Bailarino
"Profissional capaz de contribuir como agente transformador da realidade, ser responsável pelo próprio corpo, expressar-se e comunicar-se artisticamente, através da dança"Fonte: Redação Brasil Profissões
O que é ser um bailarino?
O bailarino é um profissional capaz de contribuir como agente transformador da realidade, ser responsável pelo próprio corpo, expressar-se e comunicar-se artisticamente, através da dança. A dança se caracteriza pelo uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos (coreografia), ou improvisados (dança livre). Na maior parte dos casos, a dança, com passos cadenciados é acompanhada ao som e compasso de música e envolve a expressão de sentimentos potenciados por ela. O dançarino pode utilizar a dança como manifestação artística ou como forma de divertimento e/ou cerimônia. Como arte, a dança se expressa através dos signos de movimento, com ou sem ligação musical, para um determinado público.
Quais as características necessárias para ser um dançarino?
Talento e dedicação são indispensáveis para quem quer dedicar-se à dança. O dançarino precisa realmente se entregar ao treinamento, descobrir quais são seus limites e ultrapassá-los.

Características desejáveis
Preparo físico
Sensibilidade artística
Senso estético
Talento
Disposição
Qual a formação necessária para ser um dançarino?
Para ser um profissional da dança existem dois caminhos, a universidade e as escolas de dança. A diferença entre as formações está na possibilidade de atuação. Além da técnica, a faculdade oferece a base teórica, que dá ao aluno condições para seguir carreira como pesquisador, professor ou produtor, por exemplo. A duração do curso é de 4 anos. A dança figurativa e dança abstrata são especializações possíveis. Para ser um dançarino no circuito profissional é necessário o atestado de capacitação profissional para o ingresso. Somente o SINDDANÇA no Estado de São Paulo pode examinar candidatos e expedir o atestado. Caso a pessoa não tenha o D.R.T. deve dirigir-se ao Sindicato para marcar um teste nas bancas examinadoras.
Principais atividades
O dançarino pode desenvolver atividades envolvendo, bailado ou dança, coreografia e ensino.
atuar como intérprete e coreógrafo em espetáculos, performances e eventos
desenvolver trabalhos de preparação corporal para atores e dançarinos no teatro e na TV
produzir e dirigir espetáculos teatrais
selecionar profissionais para atuação em espetáculos (curador)
criar, desenvolver e coordenar ações e projetos de dança em instituições, fundações e organizações não- governamentais
ministrar aulas em escolas de ensino fundamental e médio, no ensino informal (estúdios, centros de cultura, empresas) e em escolas técnicas (formação de dançarinos amadores ou profissionais)
desenvolver pesquisas na criação artística e na educação
Áreas de atuação e especialidades
Um dançarino pode atuar no corpo de balé de companhias nacionais ou estrangeiras, academias de dança, emissoras de televisão, teatro, magistério. Porém, não é somente nos palcos que o dançarino pode brilhar. Ele também tem espaço nos bastidores, podendo realizar direção cênica, iluminação, produção e cuidar da parte de comunicação visual de um espetáculo, por exemplo.
Mercado de trabalho
O grande mercado na área é constituído de academias e companhias de dança, mas estão surgindo boas oportunidades no ensino médio e fundamental. A nova Lei de Diretrizes e Bases amplia a gama de atividades na disciplina de educação artística. Antes voltada para as artes plásticas, agora pode oferecer aos estudantes aulas de dança e teatro. Outro setor que também apresenta oportunidades é o de ação social, uma área muito forte hoje. Empresas e instituições estão contratando profissionais para desenvolver projetos sociais ligados à dança em comunidades pobres. Em peças teatrais ou musicais na TV, as produções costumam chamar bailarinos para atuar como preparador corporal de atores e dançarinos.
Curiosidades
A história da dança cênica representa uma mudança de significação dos propósitos artísticos através do tempo. Com o Balé Clássico, as narrativas e ambientes ilusórios é que guiavam a cena. Com as transformações sociais da época moderna, começou-se a questionar certos virtuosismos presentes no balé e começaram a aparecer diferentes movimentos de Dança Moderna. É importante notar que nesse momento, o contexto social inferia muito nas realizações artísticas, fazendo com que então a Dança Moderna Americana acabasse por se tornar bem diferente da Dança Moderna Européia, mesmo que tendo alguns elementos em comum. A dança contemporânea surgiu como nova manifestação artística, sofrendo influências tanto de todos os movimentos passados, como das novas possibilidades tecnológicas (vídeo, instalações). Foi essa também muito influenciada pelas novas condições sociais - individualismo crescente, urbanização, propagação e importâncias da mídia, fazendo surgir novas propostas de arte, provocando também fusões com outras áreas artísticas como o teatro por exemplo.
Fonte: Brasil Profissões
http://www.brasilprofissoes.com.br/

Foto do dia


Alinhamento perfeito, não?

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Curso de Férias 2009

DANÇA CONTEMPORÂNEA – WORKSHOP
Ministrado por:Roberto Amorim
DIAS 31 de janeiro e 1° de fevereiro
Investimento: R$ 50,00
Dirigido a coreógrafos, bailarinos, atores e interessados em um maior contato com a vanguarda da dança.Aula estruturada na técnica contemporânea, baseada em condicionamento físico, consciência corporal, técnicas de rolamento, improvisação, dinâmica de grupo e acrobacias básicas para dança contemporânea.
Inscrições:
Local: STUDIO ARTE E MOVIMENTO
RUA: Ignácio Ribeiro nº 583 - Sta Rita do Passa Quatro
Roberto Amorim
Bailarino, professor e coreógrafo, iniciou seus estudos de ballet clássico na Escola Municipal de Bailados, SP. Como bailarino clássico participou de grandes obras como: O Pássaro Azul, O Corsário, La Bayadere, Pássaro de Fogo, entre outras. Seu diploma teve o reconhecimento do MEC (Ministério da Educação e Cultura).O início de sua carreira foi direcionado ao jazz, tendo ministrado aulas em várias escolas da grande São Paulo e região, ganhando assim prêmios como bailarino e coreógrafo, o que lhe proporcionou o convite para lecionar no I festival Mercosul - Latino Americano, em Buenos Aires, Argentina, em 1995. Foi bailarino e coreógrafo da Cia de Danças Pássaro de Fogo, SP, durante quatro anos. A seguir, sua carreira foi encaminhada para o ballet contemporâneo, onde o sucesso se repetiu com várias premiações em festivais, entre elas, a de Melhor Coreógrafo dos anos de 1998,1999. 1998 Dançou com Balé de Hamburgo dirigido por Jhon Neymaier, temporada São Paulo /Rio de janeiro/Buenos Aires - Ar.Foi bailarino e maitre de Dança contemporâneo da Cia. Ballet Stagium durante 7 anos (1998 à 2004), dirigido por Marika Gidali e Décio Otéro. Teve como maitres:Ismael Guiser,Yoko Okada, Ricardo Ordonez, Pedro Costa, Liliane Benevento, Maria Luizela, Aracy Evans,Camila Puppa, Rosani Garcia e outros. Criou o Sopro cia de dança ao lado de Tatiana Portella em novembro de 1999.Principais atuações como bailarino e coreógrafo:X Festival de Dança do Triângulo – Uberlândia – MG – 1994:Ópera Ievgueni Onieguin – Teatro Municipal de SP – 1995:Balé de Hamburgo – Alemanha – Teatro Municipal SP e RJ(1997);Projeto Olenewa – São Caetano do Sul;Festival de Inverno de Campina Grande;Oficina de Dança do Recife – PE – 1994,1996;Passo de Arte – Grande ABC – 1993 a 1998;I Afluência da Dança – Convidado Especial – 1997;Taipei Arts Festival – Taiwan – China – Ballet Stagium – 1998;II Encontro Latino Americano de Dança – Premio de Melhor Bailarino – 1998;Tournée Uruguai –São Paulo – Rio – Norte – Nordeste – Ballet Stagium – 1999;Mapa Cultural -Botucatu- SP - Melhor coreógrafo e Coreografia:Vicio - 2000;Oficina de Danca contemporänea Sesc Belenzinho – SP – 2000;Tournée Santiago-Temuco – Chile – 2001;Tournée Norte e Nordeste – Ballet Stagium – 2002.Tournée São Paulo/Rio de Janeiro, Teatro Municipal – 20032005/2006/2007 Viajou pela Europa( Holanda, Alemanha, Suíça, Áustria, Itália, Luxemburgo) dançando e ministrando WorkshoppingEm 2005 Passa a fazer parte do elenco do Balé da Cidade de SP. Para a Sopro cia. de dança. Em 2006 Ganhou o Prêmio Jovem Brasileiro pelo Sopro Cia. de Dança, Coreografou obras:Forró é Melhor (1999),JOGADO(2000),Sorri(2001),Cidade Desvendada(2003), Amar É...(2004), ÀGAPE (2005) e Ilúmina (2006). Trabalhos que estão sendo apresentado por todo o País.
Ministra aulas de contemporâneo no bale Ismael Guiser/Yoko Okada e na Pulsarte.

STUDIO ARTE E MOVIMENTOTel.: 19/3582.5039/ 19.8211.0606

Todos os sonhos do mundo...

Todos os sonhos do mundo...
Por Benicia Marcantonio